segunda-feira, 18 de setembro de 2017

OS EXPULSOS DO PAIGC SAO DE FACTO UMA COMEDIA. COMO SE O TEATRO QUE ESTAO A FAZER NAO CHEGA, INSTRUEM O DOKA INTERNACIONAL PARA ELOGIAR MANUEL SATURNINO POR CAUSA DOS INOCENTES DISPARATES QUE PROFERIU. MAS QUEM DISSE QUE SATURNINO ERA CRIMINOSO E SER CEGO EH ESTAR A PAGAR O MINIMO DE MUITO PECADO QUE FEZ. O QUE ESTA NA ORIGEM DE SALIATO DA COSTA, FILHA DE MANUEL SATURNINO DIZER QUE A MAE DE ALGIEM EH PUTA E QUE FAZ ISTO MAIS AQUILO NOS GABINETES?

Os 15, assim ni guem vos leva a serio. Sejam racionais no minimo. Cada porcaria que fazem eh so mais um passo para o abismo. Voces querem coisas serias e deixam na.mesa oliveira sanca, SATURNINO e abel da silva. So falta convidar JOMAV, o ultimo palhaco para termos cereja no topo do bolo. Continuem assim, nao perderao por esperar. Idiotas da merda.

Boca na botija: Militantes assumiram que o partido tem nomeado incompetentes. Também disseram que, não há debate interno. I cumsa na kumsa nam. PRS, claro

Disseram que é preciso que se nomeie, pessoas com competência.

Campuny, aqui o está o comandante na conferência dos dissidentes do PAIGC. Eles acham que devem fazer actos paralelos aos da Direcção. Se eventualmente a aparecer alguém para criticar ou para pôr ordem, é arrogante ou é dono da verdade, como tu apregoas? Isso' Campuny, tens de certeza os teus motivos para não concordar com a actual direcção do PAIGC, mas não há nenhuma lei, nem nenhum poder que te dará o direito de negar os outros o dever de pôr ordem. NO PAIGC do futuro não haverá jamais traidores. Aqueles que vão tirar o poder e entregar a um outro partido para esperarem ser idolatrados.

Um Grupo de bandidos, malandros e mentirosos, cheios de ganância prejudicam o partido e ainda a cobertura de JOMAV anda a agravar as coisas. Quem infringir as leis do partido será castigado. se não concordar que siga para o Tribunal e não estar a tentar criar desordem. Porque isso é apenas tentativa, porque não terão sucesso.
José Mário vaz, Braima Camará, Soares Sambú, Abel da Silva e demais outros, vão perder.

"PAIGC SI BU PANTAL ITA CÓCÓ, MÁ SI I VIRA I PANTAU, BU TA CUMÉ KIL CÓCÓ", MANUEL SATURNINO COSTA, Ex-Secretário-geral do PAIGC.

"ANós, na nô tempo, si bu trai partido, bu cata odjadu djanan más", Manuel Saturnino Costa, vice-presidente do PAIGC numa das direcções de carlos Gomes Jr.

Campuni, bu papé pudi difindi PAIGC, utrus ca pudi. Manera ku bu papé firma pa PAIGC ahonty, assim ku utrus na firma ahós.

domingo, 17 de setembro de 2017

PADJIGADA NOS 15: JOSE CARLOS MACEDO DISSE QUE VAI DEMIYIR, PORQUE BOTVHE CANDE LHE DESAUTORIZOU. RAzao: o PAIGC no quadro de setembro vitorioso, o4ganizou um.torneio de futebol para os jovens dos diferentes sectores da regiao de Gabu. Torneio de futebol. o torneio arrancou e era pitche x pirada

José CARLOS MACEDO que so na era di JOMAV pode ser governador, invadiu o campo dizendo que nao podia haver jogo.
MINISTRO do interior posicionou e o jogo retomou. José CARLOS MACEDO considerou aquilo de desautorizacao e que vai pedir demissao.
Ze CARLOS, bai puta ku padiu cu djintys ku mandau. Pedi demissao bu djubi si bu na fassi falta.

CAMPUNI DI COMANDANTE, ALI BRAIMA CAMARA, TO BARBOSA, ABEL DA SILVA, SOARES SAMBU E DIMAIS PALHACOS DOS 15, BA WLADMIR DEUNA, ARLETE PECIXE KU bambas cotes e bambas banjais na tuluciu pape.

Inventaram um acto no azalay, sob o patrocinio dos 15 em nome do PAIGC. Fizeram aquilo, lorque hoje em Gabu a direccao do PAIGC promoveu jornadas de reflexao para os seus militantes. Aceitas que tratem o teu pai assim? Aceitas que saturnino costa seja usado para palhacaria? Eh isso que chamas donos da verdade?
Campuny, o oportunismo no PAIGC tem de acabar. Se aceitas que os oportunistas facam o teu pai tadjadera, o problema eh vosso, mas a traicao vai acabar de vez. Tu apoias o JOMAV retirar o poder ao PAIGC para dar ao PRS e chas que ninguem deve dizer nada so PORQUE o teu pai aliou!!!
"PAIGC si bu pantal ita coco, ma si i vira i pantau bu ta kume kil coco", Manuel Saturnino Costa, antigo COMANDANTE e homi ku si rispitu ba.

sábado, 16 de setembro de 2017

BURRICE E DESESPERO EM GABU: JOMAV E OS 15 DEVEM PARAR, PORQUE SO ESTAO A DAR FORCA AO PAIGV

Como eh que uma pessoa de perfeito juizo acha ser possivel misturar as coisas ao ponto de impedir jovens de jogar o futebol. O Jose CARLOS MACEDO so consegue empolgar JOMAV e BRAIMA CAMARA. Nos te conhecemos muito bem e como filhos de GABU nao aceitaremos nunca qie quem veio de mansaba nos intrigue com o PAIGC. Puta ku padiu .
Proibir o torneio do PAIGC sem nunca perguntar se ja havia autorizacao do campo eh burrice.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

PAIGC PASSANTA GOVERNU BORGONHA NA BAFATÁ. DJINTIS KU BAI LA SIBI

TUDU MUNDO ODJA KÉ KU PASSA DIA 12 DE SETEMBRO. DIA DI CABRAL, KU PAIGC. IKA DIA DI GUINÉ-BISSAU KU GOVERNO.
BANDIDOS DA MERDA.

PAIGC pudi pir eleições de 2022, mas eleições de 2018, PAIGC na nganhal

Ninguim cana téné um país i lambul i da PRS. Partido ku ca pudi nim organiza si Congresso.
Anós tudu nona vota na PAIGC, pelo menos iténé programa iténé dirigentes competentes.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

"Felizes os que já conheciam carácter de JOMAV. Não estão a cair na frustração como nós", desabafo de um cidadão consciente e inconformado.

JOMAV oiça Constantino Correia na sua página facebook:
Senhor Presidente da República Senhor José Mário Vaz, por amor de Deus, o seu problema pessoal com o Senhor Eng. Domingos Simões Pereira não pode continuar a enterrar a Guiné-Bissau na lama. Falar em mandar recados ou denegrir a imagem do Presidente da República não dignifica de maneira o bom nome da Guiné-Bissau que nos pertence à todos os guineenses. Por ser Presidente da República não lhe dá direitos de fazer o que quer ao seu bel prazer, não nada lhe dá esse direito.
Faustino Campos Valdez Ser Presidente não é pisar na Constituição e nem recusar implementar os acordos, ser presidente, e sabet fazer juizo de valor
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 2 h
Eliminar
Constantino Correia
Constantino Correia Que Presidente é este, o nosso Guine-Bissau, que TEME tomar medidas que beneficiam a maioria, por TER MEDO, de um grupinho!? Exigimos ao Senhor Presidente que revele ao Povo guineense o compromisso que tem com o grupinho dos 14. Que tenha essa forragem. Por essas e por outras é que apoiei e votei Paulo Gomes e não me arrependo em absoluto. Senhor Presidente José Mario Vaz, a história o julgará.

ALBERTO NAMBEIA, SE ME APRESENTAR O TEU PROJECTO EM PORTUGUÊS, VOTAREI EM TI NESTE CONGRESSO.

O PRS NÃO PODE FICAR AMARRADO A QUESTÕES TRIBAIS PARA TER A FRENTE UM LÍDER QUE NÃO PODE SER PRIMEIRO-MINISTRO, NEM PRESIDENTE DA REPÚBLICA PORQUE NÃO TEM NÍVEL. VOCÊS DO PRS ACORDEM UMA VEZ PARA A VIDA.
COM ALBERTO NAMBEIA A FRENTE CONTINUARÃO A SER ESTE PARTIDO MERDA.

OS 15 BATERAM NO FUNDO E LEVARAM DE ARRASTO O ESTADO DA GUINÉ-BISSAU

As tristes e patéticas incenações que os 15 andam a fazer a volta das sedes do PAIGC encerrando e abrir, porque estão a coberto de forças de Polícia de Ordem Pública, são reveladoras do Estado de frustração em que eles mesmos caíram. Traíram o PAIGC e foram removidos. Uma vez que já não fazem parte do PAIGC, podem tentar tudo, lá estará a justiça sempre para resolver os problemas. Amanhã, a justiça dirá que, quem compete gerir os espaços e património do PAIGC é a actual direcção.
Outra merda. Tó barbosa, o ministro que JOMAV disse que não podia ser secretário de Estado caiu na frustração de agradar Braima Camará e foi encerrar a casa de Amílcar Cabral. Objectivo, para o PAIGC não ter acesso. Tó Barbosa é burro. Antes de cabral ser um património nacional é do PAIGC. Antes de existir o Estado da Guiné-Bissau já tinha existido o PAIGC. Portanto tudo merda ku bu na fassi, são reveladoras do teu nível.
Setembro vitorioso é do PAIGC ou é do Estado? Burro, é do PAIGC.
Buna sai na Governo.

sábado, 9 de setembro de 2017

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

CAPUNY DI COMANDANTE, O TEU PAI DEFENDEU O PAIGC UNHAS E DENTES, AO PONTO DE DIZER QUE ' PAIGC SI BU PANTAL I TA COCO, MA SI I VIRA I PANTAU BU TA CUME KI COCO'. NA ALTURA ESTAVA BEM. HOJE OUTROS ESTAO A DEFENDER EXACTAMENTE O PAIGC E SAO LOGO ROTULADOS DE AGARRADOS AO PODER. ISSO QUE CHAMAS DE JUSTICA? ISSO MOTIVA O CONVITE QUE LANCAS AO CONFORMISMO? MOSTRAR QUE JOMAV ASSUMIU UMA ATITUDE INTOLERAVEL, SIGNIFICA LOGO AS PESSOAS SEREM INTOLERANTES? A OPINIAO EH SUA, VAMOS RESPEITAR, MAS DISCORDAMOS ABSOLUTAMENTE DELA, PORQUE NAO EH COERRENTE. QUANDO NUM CONFLITO COMO ESTE, FACTOS FALAM POR SI, O MINIMO QUE DEVEMOS FAZER EH NARRA-LOS E NAO DISTORCER.

Eu nao sou Lesmes, mas se fosse iria responder trazendo para o debate, factos. Agrada-vos esta situacao, porque o teu pai nao esta no PODER do partido. Ainda em 2012 o PAIGC foi vitima do golpe e recusou integrar o GOVERNO. O teu pai lutou ate o PAIGC regressar o poder no periodo de transicao. Usou meios que estiveram a sua disposicao; ralhou individualmente com as pessoas e uma delas eh Octavio Lopes, o desistente Director do gabinete de JOMAV. Li os teus claqueiros, apreciei a apreciacao que fazem do teu poder de escrita, o que tambem aprecio, mas deixem de ser injustos e sejam honestos. Sejam justos no minimo e reconhecam que o que JOMAV fez convoca-nos a todos para posicionarmos, porque se trata de um precedente extremamente grave.
A campuni di Comandante cita JOMAV como quem esta a lutar para o bem-estar executando accoes e demais outras coisas. Ou seja, a campuni muito esperta e inteligente convida-nos a concordarmos com com num regime semi-presidencial aceitar que UM PR se meta em tudo. Tirar o PODER do PAIGC e entregar ao PRS, para ti eh um acto de justica e devemos em vez de criticar idolaterar!? Isso?
Campuni, ninguem eh apoiante cego de DSP, mas quando JOMAV acusa DSP de nepotismo, poe Baciro Dja ou UMARO SISSOKO e BRAIMA CAMARA mete a familia em tudo quanto eh instituicao, compreendemos a irritacao, mas os palavroes sao impossiveis de conter. Tu nao estas na GUINE-BISSAU e devias deixar abdicar desse debate, porque falta-te muitos elementos. Para a tua informacao, ontem o ministros dos transportes foi pedir ao pessoal dos carregadores para cessarem de meter pessoas nas instituicoes.
Compreendos a tua revolta que acha que eh legitima, mas intolerantemente nao reconheces os outros o direito a indignacao. O que nos indigna eh ter um PRESIDENTE DA REPUBLICA, tipo a maxima do sacerdocio: oica o que te, nao olhe pelo que faco.
O problema de momento Campuni, eh que JOMAV nao esta a actuar pela livre vontade. Tornou-se num refem da mafia do PODER que vendeu e pensou que tinha alugado.
Eh feio sim e eu concordo ver jovens a vergarem-se pelos insultos o que tambem condeno,.mas querem que se deixe passar atitudes que efusivamente levam.o pais para o conflito. Sejam honestos para convosco e facam o correcto julgamento deste processo. Nao adianta avaliarmos as.mentiras e incowrencias de JOMAV neste processo que enganou inclusive o pai da campuni, mas exihe-se que se explique, o comportamento de JOMAV, quando ate fora do pais eh atacado por dizer mentira.
Nada move ninguem contra JOMAV. Hone 100% de quem ataca JOMAV votou nele, se revoltou na nossa opiniao os motivos nao faltam.
Por acaso campuni, compreendeu o que chamam de resgate? Em resumo, resgate foi o recurso que o GOVERNO acordou com os empresarios e que JOMAV apoiou para pwrmitir que os bancoa voltem.a emprestar empresarios que nao pagam divida. Resgate que dizem nao foi tirar o DINHEIRO do ESTADO em parte algum, mas sim ser fiador para que o banco tenha onde questionar onde os empresarios como BRAIMA CAMARA e NADO Mandinga, habituados a nao pagar possam receber mais creditos. Isso eh que chama. De resgate. Mas PORQUE razao nao atacam a posicao de BRAIMA CAMARA ou JOMAV? Alguma vez ouviram estes a falarem daquele processo?
Campuni, dissa es. Anos tudu no sibi keku revoltau, ma ibom pa bu cpreende kuma anos tudu no tene corson. Ahos JOMAV tira PAIGC PODER i ntrega PRS bu pensa i dibi di sedu normal. Suma bu pudi suportal, dissa djintys ku ca pudi.
PRS, NADO, Helder vaz,  i djintys ku ahonty firma pa ka JOMAV bai PODER. Ahos elis ku sta na poder. Mantenha di pu primo ku gosta tchiu di bo campuni.

Bissiadur di FACEBOOK

terça-feira, 5 de setembro de 2017

JOMAV KUMA MUSSULMANOS MUNTRUSSIS EH TORNA SEDU MAS INGRATOS. CUMA I PIRDI XONFIANSA NA BRAIMA CAMARA KU EL MOCTAR UMARO SISSOKO EMBALO. ABOS KU SUBI LA. I ANTRU BOS

VIVA TGB. HOJE FUNCIONARIOS DIGNOS DA TGB (TELEVISAO DA GUINE-BISSAU) ENTREGOU UM DOCUMENTO AO MINISTRO DA COMUNICACAO SOCIAL, VICTOR PEREIRA NO QUAL PEDEM O FIM DA CENSURA

No memorando, os trabalhadores da TGB qualificam de injusto impedir outros guineenses de falar. Na TGB ate o dia de hone so falavam Botvhe Cande, BRAIMA CAMARA, JOMAV ou florentino Mendes PEREIRA.
Com esta manifestacao deu-se mais um.passo para a queda do regime.
DEPOIS de JOMAV, apoiado por botche cande insultar os mussulmanos, agora entrou em.guerra com a TGB.
JOMAV tudu tarda ku ina tarda, nona mitil pe na CADERA. Nona RATCHA si CADERA. Bandido da MERDA. MENTIROSO. Bucana bali bu cabessa. Djankadim

Conselhos Superiores Islâmicos ponderam jamais visitar JOMAV. Botche Candé foi dizer ao Chefe de Estado que alguns líderes religiosos são contra ele.

Quando os peregrinos regressarem haverá fala mantenha à JOMAV, mas alguns líderes do Conselho Islâmico já disseram que na Presidência jamais colocarão os pés.

Nota GP: I djusta bôs. Alguns homis garandis muçulmanos muntruss. Jomav coba badja elis, ali i nega recibi elis más pabia é rassa sexta-feira. Amanhã éna tchoma elis, bu na odja é mundu más caminhu pa bai. Manha di catchur cata panha raiba.

Alguém para pôr ordem no Bairro de Péfine. Aconteceu ontem o inaceitável. Certos jovens barriduris di padja, sem saber o que fazer, agora decidiram ir limpar o Ministério do Interior, kuma Botche Candé i sé papé. Isto, não está mal, pabia cadikin pudi iabri si cadera é miti pé la. O que está mal, é levar para a dita limpeza crianças de 9 a 10 anos. Por cima no Ministério do Interior. Se o Botche Candé já é burro não sabe que aquilo é inadmissível, outros responsáveis do Ministério do Interior também não sabem que um menino não pode entrar naquela instituição, que pais e encarregados de educação se posicionem. Os jovens analfabetos que decidiram se vender a Botche, que vão sozinhos, não levem crianças.

Se o que estão a fazer é justificar um eventual regresso de Botche Candé ao PAIGC, mindjor bô discansa. No PAIGC não ficará nenhum traidor. Bô bai cu Botche, ku JOMAV, ku Braima Camará.

domingo, 3 de setembro de 2017

JOMAV MANDA NOMEAR JOSE CARLOS MACEDO GOVERNADOR DE GABU. INFELIZMENTE CHEGAMOS A UMA SITUACAO QUE NINGUEM SABE EXPLICAR. JOSE CARLOS MACEDO GOVERNADOR!!!

Tragam o Doka Internacional e metam-no Director da PJ. Com JOMAV toda gente pode ser outra coisa. Pora, José CARLOS MACEDO GOVERNADOR!!!
Estamos a falar do Doka, porque, se o Doka eh louco, o José CARLOS MACEDO eh muito mais. Se o Doka eh BURRO, José CARLOS eh muito mais.
Pora, JOMAV, tenha piedade deste pais! JOSE CARLOS MACEDO GOVERNADOR!!!
Puta ku padil tudu ku djintys ku pul.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

DEUS JA CO.ECOU A OUVIR A ORACAO DOS GUINEENSES

Polemica a volta da reza de tabarsky. JOMAV recusou receber fieis muculmanos hoje depois da reza. Tudo porque JOMAV era contra a reza na sexta-feira. Os fieis muculanos recusaram e rezaram. Quando terminaram decidiram ir falar mantenha, JOMAV informou-lhes que nao podia, orque estava cansado da viagem que fez ontem para Bafata.
Sinais de divergencias: BRAIMA CAMARA e UMARO SISSOKO rezaram hoje, mas botche cande nao rezou. Botche cande esta ao lado de JOMAV e so vai rezar amanha. JOMAV acha que ha uma cumplicidade entre muculmanos para lhe tirar do poder, porque quando se reza na sexta, o PRESIDENTE ou morre ou sai.
JOMAV soube ainda que so se rezou na GUINE-BISSAU. Em Gambia e Senegal as rezas sao amanha.

Nota GP: Deus obrigado, fidjus di putas cana ntindi dja. Kila bom.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

JOMAV CONSEGUIU OUTRA VEZ EMBRULHAR ALGUNS HOMIS GARANDIS MUSSULMANOS. HA UM GRUPO QUE MUSULMANOS QUE VAO REZAR NO SABADO. JOMAV, REI DE DIVIDIR PARA REINAR. MUITOS HOMIS GARANDIS NAO TEEM RESPITU EKATA BURGUNHU. SI BU PAPE STA, NDJATAL

COMBATE A CORRUPCAO DE JOMAV: EM DOIS MESES, BALTAZAR CARDOSO EMPREGOU NA CAMARA MUNICIPAL DE BISSAU MAIS DE 100 JOVENS

Inventou dois projectos. Inventou ate projectos di laba carro. Aqueles que deu emprego sao militantes do PRS.

IRMÃOS MUÇULMANOS, REZEM PARA QUE JOMAV SAIA DO PODER. PODE SER ATRAVÉS DE UM ATAQUE BOMBISTA, OU FAQUEAMENTO DE ROSA VAZ OU ROSA VAZ PIRMITIL CUCUS TOK I FRIA. PA I SAI DJA SOM

Image result for imagens de reza~muçulmanos

AMANHÃ À PRIMEIRA COISA QUE VOU PEDIR NA NOSSA MESQUITA AQUI EM FLEETWOOD, É PARA QUE DEUS AJUDE-NOS A LIVRAR-SE DE JOMAV

Didinho, despertaste muito tarde. Fizeste parte daqueles que atacaram muitos por supostamente estarem ao lado de DSP. Aqui, o problema não é estar ao lado de DSP, mas sim estar ao lado da verdade. Entre DSP e JOMAV, quem tem a razão e a verdade é DSP. JOMAV é um filho da puta que deixou, Braima Camará metê-lo dedo na cadera e estar a conduzir o país para uma guerra. O filho da puta de JOMAV é um egoísta sem carácter e nem coragem.

Didinho escreveu isto ontem

Sr. Presidente da República, já pediu e recebeu tantos carros num passado recente. Para quê mais carros, e a troco de quê?
Os carros são mais importantes e prioritários do que equipamentos hospitalares, medicamentos, materiais escolares, kits de alimentação escolar para as crianças que frequentam as Escolas públicas?
São mais importantes e prioritários do que investimentos públicos geradores de emprego aos nossos Jovens?
Ou os nossos Jovens independentemente das suas formações, serão obrigados a trabalhar nas bolanhas, porquanto ser essa a melhor visão de desenvolvimento para o Sr. Presidente da República, relativamente à Guiné-Bissau?
A Guiné-Bissau há muito que deveria avançar para a mecanização da Agricultura, Sr. Presidente da República. Deixe de lado o populismo do negócio "Mon na lama", e seja mais realista sobre as verdadeiras necessidades e prioridades da Guiné-Bissau e dos Guineenses.
Um Presidente da República num sistema Semi-presidencialista de pendor parlamentar não tem as competências do Governo. Não é o órgão executivo supremo da Administração Pública.
Não pode agir de forma pessoal para receber em nome próprio e no âmbito do desempenho do cargo, apoios/ajudas/doações, sem passarem pelos canais oficiais de controlo, do Estado.
Estes carros serão registados como sendo património do Estado da Guiné-Bissau?
Quanto valem em dinheiro?
A quem serão distribuídos e com que justificação?
Positiva e construtivamente.
Fernando Casimiro/ Didinho 30.08.2017

terça-feira, 29 de agosto de 2017

José Mário Vaz vai fazer novas auscultações na próxima sexta-feira. Mentira. Está adiado, porque haverá reza neste dia. As ,anobras do filho da puta, é invocar a busca de solução para a crise para adiar a reza

Buna sai fora, pabia nô cansau dja. Pior Presidente di República. Dissa alguim na guiau.

Umaro Djau II, Jornalista do Regime e Tribalista - Armando Quadé disse que nada esclareceste. E disse mais: Disse que tu és mentiroso

DISCURSOS AÇUCARADOS" E AS OMISSÕES DA HISTÓRIA

DEPOIS DA MORTE DE JOÃO BERNARDO VIEIRA, UMARO DJAU VIROU-SE EM "MATCHU" COM COLHÕES BEM GROSSOS!

SEGUNDO O ENTÃO CHEFE DE PROTOCOLO DA PRESIDENCIA, DE APELIDO "MENDES", UMARO DJAU TINHA QUE TRAZER O PAI DE AMEDALAI PARA BISSAU NO SENTIDO DE FAZER CERTOS CORREDORES JUNTO AS PESSOAS QUE "TINHAM OUVIDOS" DE NINO VIEIRA PARA ASSIM DISSIPAR AS COISAS. LEMBRANDO TAMBÉM QUE O RAPAZ ESTAVA SENDO BEM ATRÉVIDO NA TVE-GB E LOGO COMEÇOU A ACHAR-SE DE IMPORTANTE... DALI QUE SURGIU A FRASE DE NINO VIEIRA, “Kin ki Umaro Djau pa i fala kuma ami fassi discurso açucarado?”

MAS PRONTO, UMARO DJAU AGORA CONTA TODA A HISTÓRIA DE FORMA A MOSTRAR QUE ELE NUNCA TINHA OU ESTAVA COM MEDO DE NINO VIEIRA E DAS SUAS CAPANGAS!!! 

GERAÇÃO DE MENTIRAS E DE "BARRI PADJA"!!!

"Discursos Açucarados" e o Resto da História



"(...)Um mês mais tarde, 29 de Setembro de 1994, Nino Vieira toma posse como o primeiro presidente democraticamente eleito da Guiné-Bissau.
Foi precisamente essa cerimónia do empossamento que dissipou o meu "conflito" com o ex-chefe de Estado. (...)A TVE-GB indicou-me como líder na apresentação da nossa cobertura televisiva. Nino Vieira gostou tanto do meu trabalho, dizem, que indicou o meu nome para lhe acompanhar na sua viagem seguinte para a capital da Zâmbia, Lusaca, no âmbito da assinatura do tratado de paz angolano, conhecido pelo Protocolo de Lusaca.

"DISCURSOS AÇUCARADOS". ESTAS DUAS PALAVRAS SERÃO SEMPRE ASSOCIADAS COM A MINHA CARREIRA JORNALÍSTICA NA GUINÉ-BISSAU. O ANO ERA DE 1993. PARA SER MAIS EXACTO, 14 DE NOVEMBRO DE 1993, DOIS ANOS E SEIS MESES DEPOIS DA ADOPÇÃO DO MULTIPARTIDARISMO. Entre 08 de Maio de 1991 (adopção do multipartidarismo) e 27 de Março de 1994, a data das primeiras eleições multipartidárias no país, João Bernardo Vieira, "Nino" teve quase três anos de uma permanente campanha eleitoral. E o episódio dos "Discursos Açucarados" aconteceu no meio dessa ebulição política e democrática, ainda durante a pré-campanha eleitoral. Durante o ano de 1993, Nino Vieira fez várias digressões pelo interior da Guiné-Bissau. E, na minha qualidade de Jornalista da então Televisão Experimental da Guiné-Bissau (TVE-GB), cobri alguns desses eventos, incluindo uma visita ao Safim, que fica nos arredores da cidade de Bissau. Lembro-me de ter feito uma reportagem com uma duração de cerca de 9 minutos. Sim, as reportagens políticas (maioritariamente sobre Nino e o PAIGC) eram extremamente longas. Não era uma regra estabelecida, mas era o esperado.

Nos últimos segundos da minha reportagem veio a já famosa referência: "...Por último, Nino Vieira falou das próximas eleições presidenciais. Eleições que ele prevê ainda para este ano. Mas, até lá, comícios e discursos açucarados farão parte das principais novidades dos dias que se seguem." Dias depois desta reportagem ter passado, começaram as interpretações. Consta que alguns conselheiros de Nino Vieira interpretaram esta passagem como se eu tivesse dito que o ex-presidente tinha feito um "discurso açucarado" no comício de Safim. A minha interpretação era outra: referia-me aos hábitos de qualquer político que é de falar para agradar o seu eleitorado. Ou seja, fala sabi, no bom crioulo guineense.
Não reparei na gravidade do assunto até que alguns dias mais tarde, o antigo director da TVE-GB, Raimundo Pereira, interceptou-me à frente da sede da Câmara Municipal de Bissau, por volta de 13 horas da tarde. Estava a caminhar do centro da cidade para a zona dos Bombeiros. Salimo Manuel Vieira, um outro Jornalista da TV, coincidentemente estava comigo. Raimundo Pereira estava a andar de carro (num Toyota de cor branca, se a memória não me falha). Logo que ele nos viu, encostou-se à berma da estrada. Parou a viatura. Saiu dela e dirigiu-se para os dois. "Abós tambi kuma ku bó na crianu problemas assim?" (Mas, vocês também porque estão a criar-nos problemas desta forma?), perguntou Raimundo Pereira. Por alguns segundos, Salimo e eu não tínhamos uma única ideia sobre aquilo a que ele se referia. "Abó dus bo fassi reportagens ki djintis ka contenti ku el" (Vocês os dois fizeram reportagens que deixaram algumas pessoas insatisfeitas), prosseguiu Raimundo. Todavia, sem mencionar a reportagem em causa no caso de Salimo, ele foi logo ao assunto: "Umaro, djintis na fala kuma abo bu fala Nino fassi discurso açucarado" (Umaro, as pessoas estão a dizer que disseste que Nino Vieira fez um discurso açucarado), prontificou Raimundo. Nesse preciso momento, apercebi-me de que o problema não era com o Salimo. Eu era o problema. Perguntei-lhe se já tinha visto a reportagem em causa. Ele respondeu pela negativa, o que me deu uma oportunidade de explicar. Dei-lhe a minha interpretação, mas ele não se mostrou muito convencido. Ele prometeu falar comigo sobre o assunto mais tarde, no serviço. Continuei a minha caminhada, mas convencido de que estava mergulhado num grande problema.
Todavia, Raimundo Pereira e a direcção da televisão nunca voltaram a falar do assunto até quando o episódio voltou a ganhar um novo fulgor.
No dia 14 de Novembro de 1993, durante a celebração oficial desta data (o golpe de Estado de 14 de Novembro de 1980), João Bernardo Vieira fez um discurso no Palácio da República durante o qual ele mencionou o meu nome. Preocupado com os possíveis posicionamentos dos órgãos de comunicação sociais (quase todos eles estatais), Nino Vieira fez uma chamada de atenção para todos os jornalistas, aproveitando-se claramente do meu caso. “Kin ki Umaro Djau pa i fala kuma ami fassi discurso açucarado?” (quem é Umaro Djau para afirmar que fiz um discurso açucarado?), perguntou o então Chefe de Estado.
O 14 de Novembro de 1993 era um Domingo. Era o meu dia de folga. Como era um hábito durante os finais da tarde, estava sentado nas escadas da minha residência no Bairro de Rossio, com um aparelho de rádio na mão. Estava a seguir o discurso de Nino Vieira em direto através das ondas da Rádio Difusão Nacional (RDN). Quando ouvi o meu nome da boca do ex-presidente guineense fiquei quase desnorteado. Os colegas de bairro olhavam para mim com uma mistura de medo, curiosidade e pena. Muita pena. Quando Nino Vieira apontava o dedo a alguém, um tal acto era interpretado como uma sentença de morte.
Depois do discurso, consegui controlar-me durante algumas horas. O grande alívio chegou quando mandaram um jeep da TV guineense para a minha residência para me pedir se podia ir apresentar o Telejornal nesse mesmo dia, porque um outro apresentador estava indisponível. No momento devo ter pensado: afinal, ainda posso ir apresentar o TJ. Lá fui eu apresentar o principal jornal informativo da noite na TVE-GB. E lá passou a reportagem sobre o comício desse dia.
Os meses que se seguiram foram crucificantes. Subtraíram-me as funções e o tipo de reportagens que podia fazer. A primeira medida foi retirar-me da lista dos jornalistas que podiam cobrir as visitas presidências. Entretanto, confesso que as tais medidas, apesar de uma enorme pressão psicológica, não me afetaram. Só anos mais tarde é que fiquei a saber que também tinham elementos de segurança do Estado atrás de mim para observar os meus passos. A suposição do momento era de que algum partido político estava por detrás das minhas ações. Bem, só eles sabem o que viram durante as tais “perseguições”, nas noitadas de Bissau...
Porque é que estou a contar-vos esta história?
Apercebendo-se da minha determinação de continuar a desenvolver o meu trabalho, as autoridades decidiram pôr em andamento aquilo que eu apelido do seu plano B. Num desses dias entre os finais de 1993 e o princípio de 1994, o director da TVE-GB Raimundo Pereira – sob uma aparente pressão -- mostrou-se desgastado com as animosidades do poder político em relação à minha pessoa.
Num desses dias, Raimundo Pereira me notificou para uma reunião no gabinete dele. Na reunião também esteve presente o director de Antena (Informação), Justén Nosoliny. Raimundo foi diretamente ao assunto. Ele pediu-me para considerar a possibilidade de deixar de apresentar o Telejornal porque "sempre que Nino Vieira me via no ecrã da TV, ele ficava irritado", justificou Raimundo. Ele queria que eu tomasse uma medida naquele preciso momento. Eu lhe respondi dizendo que discordava da sua proposta porque a TV não podia ser pressionada para prevenir os seus jornalistas de livremente exercerem as suas funções. Mas, também lhe disse que, como director da TVE-GB, ele podia tomar a medida que achasse necessária. Raimundo não esperava uma tal resposta da minha parte. Ele quis também ouvir a opinião de Justén sobre o assunto. Justén lhe disse que concordava comigo, argumentando que a TV não podia ter o luxo de se curvar perante o poder, sempre que alguém não gostasse do nosso trabalho jornalístico. Foi o final da conversa. Raimundo disse que estava tudo bem. Pessoalmente, acho que ele não queria assumir uma tal medida sozinho. Mas, também na verdade, ele bem podia se assim entendesse.
Embora discordasse da iniciativa dele, sempre acreditei que Raimundo Pereira fosse uma pessoa com uma boa alma. Era (e provavelmente continua a ser) um indivíduo calmo, genuíno e concentrado. Aquando da nomeação de Raimundo Pereira para o cargo do director da TVE-GB, um outro ex-colega da RDN (onde Raimundo ocupou a mesma função) ofereceu-nos uma observação pessoal, mas acertada sobre a pessoa dele: “Raimundo é um ‘tipo’ que não te dá nada, mas também não te tira nada”. Assim também me pareceu, com todo o respeito e o devido reconhecimento.
Meses mais tarde, Raimundo Pereira foi substituído por Adriano Gomes Ferreira "Atchutchi", no cargo do director-geral da TVE-GB. Numa tarde, depois de cerca de três semanas em funções, Atchutchi iniciou uma conversa aberta comigo à frente do edifício da TV. Ele disse-me que tinha instruções claras (sem especificar por parte de quem) para me exonerar das funções de jornalista, mas que não podia tomar uma tal decisão porque, nas palavras dele, mal entrou em funções percebeu que eu era um dos melhores e mais dedicados funcionários da TVE-GB. Disse-me que já tinha comunicado a sua posição ao Chefe de Estado. Numa provável alusão à conversa que ele teve com Nino Vieira, Atchutchi confidenciou-me o seguinte: "I ka pudi mandan pa TV, dispus i falan pan tira mindjoris djintis" (ele não me pode mandar para a TV e depois pedir-me para exonerar os seus melhores funcionários). Adriano Gomes Ferreira "Atchutchi" sabia claramente que o seu sucesso na TVE-GB tinha uma correlação com a qualidade dos funcionários disponíveis.
A confiança de Atchutchi em relação à minha pessoa era tanta que, a uma dada altura (em 1995), durante as ausências dele e de Justén Nosoliny, coordenei a direção da TVE-GB. O falecido Hélder Proença era o ministro da Comunicação Social, dos Assuntos Parlamentares e Porta-Voz do Governo durante esse período. Hélder era uma pessoa séria, determinada, rígida, mas cordial. Muito cordial. Adriano Gomes Ferreira "Atchutchi", Justén Nosoliny e Hélder Proença deram-me muitas oportunidades enquanto jornalista da televisão guineense.
Mesmo assim (e ainda antes do final de 1994), tentar restabelecer a confiança com o Chefe de Estado guineense não foi nada fácil. Entra o meu amigo Baciro Dabo...
Conheci o também falecido Baciro Dabo quando ele era o Assessor de Imprensa do Ministro da Defesa, Samba Lamine Mané. Baciro frequentava a TVE-GB frequentemente, sempre à procura de equipas de reportagens para cobrir os eventos relacionados com as FARP (Forças Armadas Revolucionárias do Povo). Foi durante esse processo que nos tornamos amigos. Do Assessor de Imprensa, Baciro Dabo rapidamente se tornou numa pessoa indispensável tanto para as forças armadas, como para o Ministério do Interior. E muito rapidamente, ele se tornou numa pessoa de confiança do ex-chefe de Estado guineense, General João Bernardo Vieira. Apesar de o Baciro ter tentado uma aproximação entre mim e Nino Vieira, o ex-presidente da República sempre teve uma atitude, tipo "ver para crer".
Esse clima de desconfiança em relação à minha pessoa continuou até a realização das primeiras eleições multipartidárias no país, a 3 de Julho de 1994, que culminaram com a vitória de Nino Vieira na segunda volta das presidenciais (07 de Agosto de 1994). Um mês mais tarde, 29 de Setembro de 1994, Nino Vieira toma posse como o primeiro presidente democraticamente eleito da Guiné-Bissau. Foi precisamente essa cerimónia do empossamento que dissipou o meu "conflito" com o ex-chefe de Estado. É que a televisão nacional guineense, com a ajuda da RTP, cobriu em directo a tomada de posse do presidente eleito, a partir do Estádio Nacional 24 de Setembro. A TVE-GB indicou-me como líder na apresentação da nossa cobertura televisiva. Nino Vieira gostou tanto do meu trabalho, dizem, que indicou o meu nome para lhe acompanhar na sua viagem seguinte para a capital da Zâmbia, Lusaca, no âmbito da assinatura do tratado de paz angolano, conhecido pelo Protocolo de Lusaca.
O referido protocolo foi assinado no dia 20 de Novembro de 1994 pelo então Ministro das Relações Exteriores do Governo angolano, Venâncio de Moura e o então Secretario Geral da UNITA, Eugénio Ngolo Manuvakola. Eu tive uma oportunidade única de entrevistar este representante da UNITA.
Com essa viagem, outros encontros ocasionais em Bissau e entrevistas com João Bernardo Vieira, ficou encerrado politicamente o caso dos "discursos açucarados".
Para finalizar e a título informativo, queria sublinhar o facto de ter sido também Justén Nosoliny quem escreveu uma das minhas cartas de recomendação durante a minha aplicação para bolsa de estudos para os Estados Unidos da América. E dias antes da minha partida, ele ofereceu-me o seguinte conselho e ensinamento, em jeito de humor: “Umaro, faça uma boa viagem e tenha uma boa sorte nos teus estudos e saiba que nos EUA, mesmo sentado nas escadas de uma biblioteca, sei que vais aprender muito”. A tal mensagem ficou sempre comigo, porque Justén quis falar não só de aprendizagem, mas também de oportunidades.
Queria apenas deixar mais este registo para esta e outras gerações. Outras homenagens e reconhecimentos ficarão para outras alturas. É há muitos que tiveram uma influência positiva na minha vida profissional. Muitos. Felizmente, muitos deles continuam vivos. E para os que já não se encontram entre nós, paz às suas almas.
--Umaro Djau
Atlanta, Agosto de 2017
P.S.: Fiz uma breve referência sobre este assunto numa das minhas entrevistas com a TGB, em Janeiro de 2017.

Vamos rezar na próxima terça-feira para finalmente ver se o divino vai pôr este merda de Presidente da República na rua

Já tentamos por todas as vias e não conseguimos. Os verdadeiros cidadãos recusaram-se a juntar, deixaram-se serem corrompidos pelo dinheiro...
Os militares, porque estão bem, Dabana Na Walna foi ilegalmente nomeado no Tribunal Militar e continua a exercer três funções: Chefe de Gabinete de Biaguê; Presidente do Tribunal Militar e porta-voz das FA. Decidiram não meter, mas se depois meterem-se nona miti elis pé na cadera.
A única solução que nos resta é rezar na sexta feira e colocar cadera do homem na rua.

JOMAV bu nai pui fora pabia nona rassa sexta fera.

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

BRAIMA CAMARA EH UMA NULIDADE. ELE ASSUMIU IR FRETAR AVIAO PARA OS PEREGRINOS E NAO CO SEGUIU. FOI NECESSARIO A INTERVENCAO DA NIGERIA PARA MINIMIZAR OS ESTRAGOS QUE JA SE FIZERAM SENTIR NOS CANDIDATOS

Por outro lado, sabe o GUINE PURO que, os perigrinos da GUINE-BISSAU nao vao cumprir sequer metade das etapas que se fazem na peregrinacao por causa do atraso.
BRAIMA CAMARA, tu es um BURRO e so podes mandar em pessoas como JOMAV e SISSOKO.

Grave aconteceu: Para o Congresso do PRS, Nicolau dos Santos já chamou de perdodores Aladje Soco e Fernando Correia Landim

Nicolau é membro da Comissão de Congresso. Ele não pode estar a mandarf bocas contra outros candidatos.
Pora Pá, bai bindi madera.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

BLOGGER DO REGIME, DOKA INTERNACIONAL INSULTA O PRIMEIRO-MINISTRO POR ESTE TER CHAMADO A SUA ESPOSA DE FILHA DA PUTA. O BLOGGER DISSE QUE UMARO SISSOKO EH MENTIROSO E NAO RESPEITA O SEU PAI NEM A SUA MAE. DOKA NAO FALTA MUITO, VAIS PERCEBER QUE JOMAV, BRAIMA CAMARA E SISSOKO SAO TODOS FARINHA DO MESMO SACO: SAO BONS FILHOS DA PUTA. NO BAI SOM. LEIAM O QUE DO POSTOU. FIZEMOS QUESTAO DE COPIAR, PORQUE. QUANDO O ENGANAM DESPUBLICA. PUTAS KU PADI BOS TUDO, APOIANTES KU APOIADOS


QUARTA-FEIRA, 23 DE AGOSTO DE 2017

GENERAL UMARO SISSOKO DE VENTO EM PÔPA DESRESPEITANDO OS SEUS CONSELHEIROS E ROGÉRIO DIAS QUE O DIGA-CONSELHEIRO, PORQUE ESTE HOMEM ESTA SENDO HUMILHADO E MASSACRADO.  
A CADA DIA QUE PASSA É UM DESASTRE VINDO POR PARTE DO NOSSO 1º MINISTRO, PASSA POR CIMA DE TODOS, NÃO OUVE A NINGUÉM E FAZ O QUE LHE APETECE E VAI PROMOVENDO A BANDIDOS E CRIMINOSOS.

CAMPANHA PROPAGANDISTA E CARMELITA PIRES FOI UMA DAS VÔZES QUE CONTRARIOU O NOME DE SISSOKO.
NINGUÉM HAVIA LEVADO ISTO A SÉRIO, POIS BEM, CARMELITA PIRES ESTAVA NA SUA PLENA RAZÃO E ADMINISTRATIVAMENTE DOKA INTERNACIONAL RECONHECE QUE UMARO SISSOKO É UM DESASTRE E UM FALHANÇO NO DESEMPENHO DAS SUAS FUNÇÕES.

NUMA COISA EU POSSO PÔR AS MÃO NO FOGO:
BACIRO DJÁ PODE TER TODOS OS DEFEITOS DO MUNDO, PODE SER MALCRIADO, NÃO RESPEITAR AS PESSOAS, AUTO ACHAR- SE UM GEOESTRATEGA E OUTRAS COISAS, MAS O CERTO É DE QUE BACIRO DJÁ É FRONTAL, SE É NÃO, É NÃO..., E SE É SIM, É SIM.  NESTE ASPETO O DJÁ NÃO MENTE.

SISSOKO ESTA MENTINDO MUITO, ESTA ENGANANDO MUITO E A TODA A GENTE.  E EU DOKA INTERNACIONAL NÃO GOSTO DE SER ENGANADO E MUITO MENOS USADO.

SISSOKO MENTIU A MUITA GENTE A MEU RESPEITO, MAS ISSO VAI ACABAR, ALIAS JÁ ACABOU DESDE O MOMENTO QUE TRATOU A MINHA ESPOSA DE FILHA DA PUTA.   E QUEM NÃO RESPEITA AO QUE É MEU OU AO QUE ME PERTENCE POR BENÇÃO DE DEUS, EU DOKA NÃO O PODEREI JAMAIS RESPEITAR.

CLARAMENTE E COMO TODOS ME CONHECEM, IREI DAR INICIO A MAIOR CAMPANHA DE SEMPRE CONTRA SISSOKO E CONTRA CERTOS QUE ME USARAM E QUE AGORA ESTÃO SENTADOS NO TACHO E ME TRATAM DE VERME.

PEÇO DESCULPAS AO MEU IRMÃO MAIS VELHO, UM GRANDE AMIGO E CAMARADA NANDO VAZ QUE DE TUDO TENTOU FAZER PARA EVITAR ESTA ROTA DE COLISÃO..., MAS UMARO SISSOKO KA RISPITA SI GARANDIS..., I KA AMI DOKA KI NA BIN RISPITA, PORQUE JÁ TRATOU A MINHA ESPOSA DE FILHO DA PUTA.  PORTANTO, SIGAMOS EM FRENTE, PORQUE ATÉ AQUI AINDA ESTAVA CALMO E NA DEFENSIVA.

Sem comentários:


Americanos alertaram JOMAV para cumprir o Acordo. Estes americanos devem estar malucos como o Presidente deles Trump. Não é JOMAV quem manda na Guiné-Bissau. Quem manda é Braima Camará. O que devem fazer é implorar Braima Camará para cumprir. Se não, isto arrasta até começarmos a meter dedo na cadera de JOMAV.

Fernando Correia Landim, vai vingar Nambeia. Ele é candidato à liderança do PRS. Nambeia tirou-lhe e pus Orlando nas pescas

JOMAV passantou borgonha à Fernando Correia Landim e Nambeia nao tomou parte parel.

Fernando Correia Landim, tens GP a tua disposição. Tudo o que quiseres contra actual direcção do PRS, mande, vamos publicar.

Doka ratcha cadera di Sissoko. Disse que aquele promete e não cumpre. E que anda a gastar milhões em classe executiva.

Pediu Sissoko para concentrar no essencial.

GP: Amigo Doka, ika nega. Ika pudi. Sóm burru suma JOMAV kuca sibi



Texto de Doka
A TRANSPORTADORA AEREA EUROATLANTIC BRINCANDO PIM PAM PUM COM O POVO GUINEENSE.  ESTA TRANSPORTADORA PARECE PENSAR QUE OS GUINEENSES POSSAM SER UM POVO BURRO. MAS O CULPADO SÃO OS NOSSOS DIRIGENTES.

O SISSOKO AO INVES DE SE CONCENTRAR EM COISAS PRATICAS E NAS PRIMEIRAS NECESSIDADES DO POVO, VAI DESVIANDO E FALANDO O QUE NÃO DEVE, PROMENTENDO, ENGANANDO E NÃO CUMPRINDO OU PROTEGENDO O SEU MAU E PESSIMO NOME.

A EUROATLANTIC, AGORA SAIU COM UM TRUQUE:
PRESTEM ATENÇÃO, UM AVIÃO ENORMISSIMO APROXIMADAMENTE DE 300 LUGARES E QUE NUNCA VAI CHEIO PARA BISSAU E TÃO POUCO PARA LISBOA, INVENTARAM DIZER AOS CLIENTES/ PESSOAS QUE PRECISAM VIAJAR, DE QUE OS LUGARES NA ECONOMICA ESTÃO LOTADOS E QUE APENAS OS VAGOS SÃO OS DA EXECUTIVA. 

APENAS PARA FORÇAR A COMPRA DOS LUGARES DA EXECUTIVA QUE VAI BATER EM 1 MILHÃO DE FRANCOS CFAS.
ISTO É UMA POUCA VERGONHA, SISSOKO QUE SE CONCENTRE E CHAME AO SEU MINISTRO DOS TRANSPORTES FIDELIS FORBES QUE TOME UMA POSIÇÃO QUANTO A ISTO OU MANTERMOS APENAS COM A TAP E ROYAL AIR MARROCOS.

MAS ESTA GENTE QUANDO SE SENTAM ENCIMA DO TACHO,, APENAS DIZEM:
BU SIBI, KUSSAS I KA ASSIM, NÓ BAI SANTADO PABIA DE PABIA.
DJUBI....., BÓ FALA SISSOKO NA CUNSA RATCHA KIL KUSSAS NA FULA..., NBOM

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

domingo, 13 de agosto de 2017

4 DE SETEMBRO, FIM DO PRAZO QUE JOMAV PEDIU A CEDEAO PARA CUMPRIR O ACORDO DE CONACRI

Foi a 4 de junho em Monrovia que o filho da puta prometeu que iria encontrar solucao interna. Ate a data nada fez. Ha um mes num encontro a porta fechada Prometeu DSP E CIPROS QUE iria cumprir, mas BRAIMA CAMARA mitil dedo na cadera. Nim mexe i ca pudi. Nao vai cumprir o acordo. Vai marvar eleicoes depois do congresso do PRS. Puta ku padi homis ku ta guiado.
JOMAV ca tene coragem ika tene CARACTER. Nona infernizal vida.

BOTCHE CANDE TENS ORDENS PARA PRENDER TODOS OS TALIBES. ESTES SAO OS PRIMEIROS QUE APARECERAM

Nao esquecam que o SISSOKO prometeu que a medida eh para levar ate ao fim. Kinku ide i bai rebenta. Conselhos islamicos ratchal

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Alguém disse na Rádio que este Primeiro-ministro é TALIBÉ. Foi pedir em todos os lados até lhe oferecerem gás em Israel

Este Primeiro-ministro não sabe o que diz. Sempre que fala diz muita merda. Merda mesmo.
Eu também acho que ele diz merda. Muita merda mesmo.
 
Sissoco deu ordens à Botche Candé para deter e enviar para Bolama todos os meninos que pedem esmolas nas ruas de Bissau.
 
Uma pergunta para todos os muçulmanos da Guiné-Bissau: o ritual que as crianças talibés fazem existe ou não no Corão?
 

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Será que só em Caliquisse é que as pessoas sabem lavrar? Alguém por acaso reconhece os nativos de caliquisse aqui? JOMAV, Braima Camará cana conseguiu tirau nundé ki i pu nel. Nô bai som.

PRS mé kilas nfia elis. Sé mentiroso presidente, na fala parmanha i vira ditardi. Ahós Fernando Gomes kumsa dja ca fia. Malam Sambú fala sinta bu pera.

Umaro Sissocó vai ou já mandou deter filhos de muçulmanos que saírem à rua pedir esmola

Os mesmos serão mandados para Bolama.
 Ele deu ordens ao ministro do Interior para deter qualquer criança que for encontrada na rua a pedir esmola, mandado pelo seu mestre ou caramoco.
 
Nota GP: Umaro Sissoco, cotinama, bu obi! Ké Bolama só pedintes ku sta?
Djankadim. Abó la na mar ku nona manda fudiau. Delinquente da merda. Kil mininus casta na pidi pa sé vontade. Governações suma és di bós ku pui é ca téné escola.

UMARO DJAU, POR FAVOR, PARE DE ENGANAR INOCENTES !!!

 

NÃO PRECISA MUITA EXPLICAÇÃO PARA MELHOR ENTENDERMOS COMO CHEGAMOS NESSE DESCALABRO TOTAL. E DIGO O SEGUINTE.

 

JÁ DUAS DECADAS PARA CÁ, O PROBLEMA DA REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU FOI MUITO BEM (REPITO, MUITO BEM) DIAGNOSTICADO POR JORGE HERBERT QUANDO ELE DISSE, "Sr. Jornalista, é com esses analfabetos, alguns mal formados, golpistas e pseudo-transicionistas, obviamente “bem-intencionados”, a gerir a coisa-pública é que a nossa Guiné-Bissau insiste em não sair da equipa de países mais pobres do mundo! Aplaudi-los e incentivá-los, não é mais que contribuir para o prolongar do “estado comatoso” em que se encontra o nosso país… O mundo está em constante mudança e a Guiné-Bissau não pode continuar a insistir na sua guetização, com dirigentes políticos analfabetos ou semi-analfabetos aplaudidos por intelectuais/académicos ou formados."

 

E EU ACRESCENTO! O DIAGNÓSTICO SUPRACITADO MAIS O NOVO FENÔMENO DO TRIBALISMO VÊM COMPLIMENTANDO O JÁ CRÔNICO PROBLEMA DO POVO GUINEENSE QUE É A IGNORANCIA! 

 

OS VELHOS PROBLEMAS NÃO SÃO NECESSARIAMENTE A CULPA DO POVO EM SI. O PROBLEMA DA IGNORANCIA, EM PARTICULAR, VEIO DA MÁ PREPARAÇÃO DESSE POVO DESDE OS PRIMÓRDIOS DA COLONIZAÇÃO PORTUGUESA. 

 

O POVO EM SI É P-A-C-A-T-O (REPITO, PACATO). É UM POVO QUE SEMPRE PREFERE REFUGIAR NA SUA IGNORÂNCIA (PARA EVITAR PERTURBAÇÕES/DESCONFORTO) DO QUE IR AO ENCONTRO DO PROBLEMA.

 

A SOLUÇÃO É SEMPRE A MESMA QUE NUNCA CONSEGUIMOS TER: UMA LIDERANÇA DES-COM-PLE-XA-DA, IDÔNEO E INTEGRO!!! MA NADAH. E ESSA ALMEJADA LIDERANÇA TEM QUE SER FORTEMENTE APOIADA PELO DITOS INTELECTUAIS. NÃO KAKRICIS, COMO É O COSTUME!

 

https://ci4.googleusercontent.com/proxy/wJwXythZsFiFeLXWer6VLDwe8-gaaOHj_8Nni-NNWfVET70tFRqGFwxmNUU8UxilvQdKJTMG2AgvxC6LCtkyEG3m_QbtPXuU0CQhfeE20dYL-j3QDGA6ftTHmA=s0-d-e1-ft#https://graph.facebook.com/100005338773246/picture?width=72&height=72


1 h · 

Fala-se muito da reconciliação na Guiné-Bissau. Às vezes tenho muitas dúvidas sobre aquilo que se pretender reconciliar.
Queremos reconciliar partidos, classes, etnias, ideias, pensamentos, pontos de vista e/ou projectos?

No meu ponto de vista, as dificuldades na concretização de uma estabilidade política e governativa pouco tem a ver com os aspectos supracitados serem irreconciliáveis.

O que nos faz a falta é a capacidade de nos coabitarmos (sobretudo politicamente) e nos tolerarmos mutuamente, respeitando todas as diferenças inerentes à uma sociedade com diferentes sensibilidades, perspectivas e interesses, muitos dos quais reconhecidamente irreconciliáveis.

Na Europa e nas Américas, por exemplo, muitos posicionamentos políticos e sociais são ideologicamente irreconciliáveis, mas não são necessariamente detrimentais às estabilidades governamentais nos respectivos países.

Mas, havendo quem queira insistir na absoluta necessidade para a reconciliação, então que o processo seja uma observação introspectiva no sentido de se reconciliar com a própria impossibilidade de homogeneidade num país como o nosso, com todas as suas similaridades e diferenças.

Em vez de tentarmos "forjar" sempre a noção de similaridade, o guineense tem que começar a aceitar também aquilo que lhe é diferente.

--Umaro Djau, 1 de Agosto de 2017